Polícia

MPT resgata 25 trabalhadores em semiescravidão no Piauí

Foram 25 trabalhadores em condições insalubres resgatados na ação.
GABRIEL SOARES
02/09/2017 10h36 - atualizado

A Polícia Rodoviária Federal, em conjunto com o Ministério Público do Trabalho (MPT-PI), deflagrou a operação Fênix na manhã dessa sexta-feira (01), em São Francisco do Piauí. O objetivo da ação policial foi resgatar 25 trabalhadores em condições de trabalhos precárias em uma carvoaria no município.

  • Foto: Divulgação/Polícia Rodoviária FederalPRF e MPT deflagram operação Fênix, resgatando 25 pessoas expostas a ambiente de trabalho insalubre.PRF e MPT deflagram operação Fênix, resgatando 25 pessoas expostas a ambiente de trabalho insalubre.

Conforme informações fornecidas PRF, os trabalhadores estavam há quatro meses sem renumeração e relataram que, muitas vezes, eram renumerados com sacos de carvão. Não haviam equipamentos de proteção individual. Eles não tinham carteira de trabalho assinada.

Os funcionários tinham que arcar com os custos das Motosserras, da manutenção e do combustível dos equipamentos e também viviam sem instalações sanitárias, de repouso, higiene e alimentação insalubres.

  • Foto: Divulgação/Polícia Rodoviária FederalFuncionários resgatados na operação.Funcionários resgatados na operação.

A empresa foi autuada por infringir as legislações trabalhistas e um dos responsáveis pela atividade foi intimado a efetuar os pagamentos em atraso, além de regularizar as condições de trabalho. O acusado pode responder por exploração de trabalho análogo ao escravo. A Polícia Rodoviária Federal deu apoio ao Ministério Público do Trabalho e garantiu que este órgão realizasse as devidas autuações.