Polícia

"Nenhuma UTI neonatal será fechada em Teresina", afirma Silvio Mendes

Silvio Mendes e Florentino Neto debateram hoje sobre o Plano Emergencial de Redução da Mortalidade Infantil na capital, que segundo eles, não visa o fechamento de nenhum serviço.
VITOR FERNANDES
13/09/2017 18h27 - atualizado

O secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto, reuniu-se hoje (13) com o presidente da Fundação Municipal de Saúde, Sílvio Mendes, e membros dos conselhos Estadual e Municipal de Saúde para debater sobre o Plano Emergencial de Redução da Mortalidade Infantil na capital. Sílvio e Florentino afirmam que essa proposta não vai fechar serviços de saúde.

Uma das estratégias do Plano seria direcionar os esforços de assistência na Maternidade Dona Evangelina Rosa porque a unidade dispõe de infraestrutura adequada, de equipamentos e de pessoal para melhor assistência aos pacientes de alto risco. A Maternidade terá, segundo a Sesapi, até 2018, 40 leitos de Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (UTIN), concentrando a assistência em alta complexidade neonatal.

“Esse plano não visa o fechamento de nenhum serviço e sim uma reorganização da rede de assistência visando otimizar os serviços oferecidos à população. Assim teremos mais estrutura, resolutividade e integração”, afirmou Florentino Neto.

  • Foto: Divulgação/SesapiSecretário de Estado da Saúde, Florentino Neto.Secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto.

Pelo Plano, enquanto a Maternidade ficará com os leitos de UTIN, as maternidades do município ficarão com os leitos de Cuidados Intermediários, funcionando também como retaguarda. A Maternidade já conta com 30 leitos de UTIN, sendo que 10 foram entregues ainda no primeiro semestre de 2017, e mais 34 leitos entre Cuidados Intermediários Comum(UCINCO) e Canguru.

O presidente da Fundação Municipal de Saúde, Silvio Mendes, garantiu que "nenhuma UTI neonatal será fechada em Teresina". A FMS alega que vai trabalhar para aumentar o número de leitos de tratamento intermediário (UCinco) de 21 para 49, que serão distribuídos nas quatro maternidades.

  • Foto: DivulgaçãoSílvio MendesSílvio Mendes

Atualmente, a notícia de fechamento dos leitos de UTI neonatal na maternidade Wall Ferraz, de responsabilidade da FMS, deixou a população do bairro Dirceu preocupada. O Ministério Público foi acionado e já realizou audiência pública sobre o caso e um novo debate será feito amanhã (14).