Geral

PAC tem recursos cortados e orçamento pode ser o menor em 8 anos

A previsão de gastos para o PAC é de até R$ 36,07 bilhões. O governo federal bloqueou despesas e reduziu os recursos do programa em 45%.
VITOR FERNANDES
13/08/2017 15h09 - atualizado

Os investimentos do Governo Federal para o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) em 2017 poderão ser os menores em oito anos, segundo levantamento do G1.

A Lei de Diretrizes Orçamentárias do próximo ano (LDO 2018) foi publicada no Diário Oficial da União na última quarta-feira, 9 de agosto. O presidente do Brasil, Michel Temer, sancionou a LDO com vários vetos de programas sociais.

  • Foto: Lula Marques/Agência PT.Presidente da República, Michel Temer.Presidente da República, Michel Temer.

Criado pelo ex-presidente Lula, nos últimos anos alguns dos principais investimentos públicos em infraestrutura no país foram feitos pelo PAC, como obras em rodovias, ferrovias, energia elétrica e habitação.

No orçamento de 2017, aprovado pelo Congresso, a previsão de gastos para o PAC é de até R$ 36,07 bilhões. O Governo Federal bloqueou despesas e reduziu os recursos do programa em 45%. Somente na última revisão orçamentária, o PAC perdeu R$ 7,48 bilhões.

Alguns programas sociais como o Minha Casa Minha Vida, podem ser afetados pelos cortes do Governo. O presidente da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), José Carlos Martins, disse ao G1, que o corte de recursos do PAC vai afetar esse programa. "Eles iam retomar uma série de obras. Provavelmente não vão retomar todas que seriam retomadas".

Mais conteúdo sobre: