Política

Padre Walmir é condenado por propaganda eleitoral antecipada

A decisão do Tribunal Regional Eleitoral do Piauí reformou a decisão da juíza de primeira instância que havia inocentado o prefeito.
RAYANE TRAJANO
25/07/2017 18h16

O prefeito do município de Picos, Padre Walmir de Lima foi condenado pelo Tribunal Regional Eleitoral, nesta terça-feira (25), por propaganda antecipada nas eleições de 2016.

De acordo com a denúncia, o prefeito que buscava a reeleição, fez distribuição de convites físicos e virtuais para a convenção do Partido dos Trabalhadores (PT) utilizando a sua página pessoal no Facebook, inclusive com fotos e postagem de dois vídeos convidando a população para o evento e agradecendo o comparecimento de todos logo após a realização da convenção.

  • Foto: Facebook/Padre Walmir LimaPadre Walmir LimaPadre Walmir Lima

A denúncia foi ajuizada na 10ª Zona Eleitoral, pelo Partido Progressista (PP), que conseguiu o segundo lugar no pleito, com o candidato Gil Paraibano. A juíza daquela zona, Geneci Benevides Ribeiro, julgou improcedente as denúncias e o partido recorreu da decisão.

No julgamento de hoje (25), o Tribunal decidiu por maioria de voto (4x2), concordando com o voto do relator, Juíz Daniel Santos Rocha Sobral, dar provimento ao recurso para modificar a decisão de primeiro grau e condenar Padre Walmir ao pagamento de multa no valor de R$ 5 mil.