Geral

Petrobras anuncia aumento de 6,9% no preço do gás de cozinha

A alteração não é valida para o GLP utilizado nos setores comercial e industrial.
GABRIEL SOARES
05/08/2017 10h16 - atualizado

A Petrobras reajustou o preço do gás liquefeito de petróleo para uso residencial envasado em botijões de até 13 quilos , em 6,9%, em média. A medida entrou em vigor a 0h de hoje (05). A alteração foi aplicada sem incidência de impostos sobre os preços praticados. A alteração atual não se aplica ao GLP destinado a uso industrial ou comercial.

Conforme a Agência Brasil, a estatal também confirmou que o reajuste acompanha a política estatal de preços divulgadas no dia 7 de junho. A companhia também destacou que há garantia de liberdade de preços no mercado de combustíveis e derivados. As revisões feitas nas refinarias podem ou não refletir no preço final ao consumidor.

  • Foto: Divulgação/Agência BrasilíaPetrobras reajusta preço do gás em 6,9%.Petrobras reajusta preço do gás em 6,9%.

A Petrobras também calculou que o aumento do preço do gás de cozinha poderia corresponder em média a 2,2% ou cerca de R$ 1,29 se os repasses feitos por distribuidoras e revendedores forem levados. O valor vai depender da alíquota de tributos e da manutenção das margens de distribuição.

O Sindigás informou em nota que as empresas distribuidoras associadas à entidade foram comunicadas sobre o reajuste na tarde dessa sexta-feira (04). O aumento oscilará entre 6,4% e 7,5%, conforme o polo de suprimento. Assim, o Sindigás calcula que o preço do produto destinado a embalagens até 13 quilos ficará 22% abaixo da paridade de importação, inibindo investimentos privados em infraestrutura no setor de abastecimento.