Polícia

PF desarticula esquema criminoso responsável por furtos na Caixa

A operação denominada Duas Caras cumpriu 56 mandados judiciais.
GABRIEL SOARES
15/09/2017 10h18 - atualizado

A Polícia Federal deflagrou hoje (15), a Operação Duas Caras, nos estados de Santa Catarina, do Paraná e da Paraíba. O alvo da ação policial é uma quadrilha que furtavam contas poupança de clientes do banco.

Os agentes cumpriram nesta manhã, 56 mandados judiciais contra os integrantes do grupo criminoso. O nome da operação, Duas Caras, é uma referência à atuação do funcionário da Caixa no esquema criminoso.

Conforme a Agência Brasil, foram 23 de busca e apreensão, seis de prisão preventiva, sete de prisão temporária, seis de sequestro de bens e um mandado de suspensão do exercício da função pública.

  • Foto: Divulgação/Agência BrasilOperação Duas Caras desarticula quadrilha que furtava poupança de clientes da Caixa.Operação Duas Caras desarticula quadrilha que furtava poupança de clientes da Caixa.

Segundo a PF, os envolvidos praticaram os crimes de furto qualificado, estelionato qualificado, peculato, que é quando um funcionário público se apropria de valor ou bem público, uso de documento falso, falsificação de documento público e associação criminosa.

Eles contavam com o auxílio de um funcionário da Caixa, responsável por fornecer informações de contas poupança de usuários com grandes valores e que não apresentava histórico de retiradas.

O líder, com essas informações, solicitava a emissão de documentos falsos, complementando outros dados necessários com participantes do grupo que tinham acesso ao banco de dados. Posteriormente, os integrantes da organização criminosa acionavam a central de cartões da Caixa, se passando por clientes para gerar novo cartão, que eram feitos com o uso de documentos falsos.

Uma vez em posse dos acusados, os cartões eram utilizados para saque em dinheiro nos caixas eletrônicos, faziam compras em débito automático e transferências até zerar os valores da conta da vítima.

Mais conteúdo sobre: