Piauí

Piauí gera mais de 94 mil novos empregos em um ano, informa Caged

O estado ocupa a primeira posição na região nordeste e a sexta no ranking geral.
VITOR FERNANDES
06/12/2017 09h51 - atualizado

  • Foto: DivulgaçãoPiauí se destaca na geração de empregos.Piauí se destaca na geração de empregos.

De outubro de 2016 a outubro de 2017, o Piauí gerou 94.088 novos empregos, atingindo um saldo positivo de 1,88% de admissões, de acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) que divulga o percentual de geração de empregos formais do país. O estado ocupa a primeira posição na região nordeste e a sexta no ranking geral.

“Em meio à crise econômica temos fortalecido a oferta de cursos profissionalizantes no estado, estimulando as empresas a caminharem na contramão do desemprego. O Sine, diariamente, tem ido à procura e capturado vagas, encaminhando os trabalhadores para o mercado de trabalho, tendo, a cada semana, alegria de estarmos crescendo e dando melhorias para o nosso estado”, pontuou o secretário Gessivaldo Isaías, da Secretaria de Estado do Trabalho e Empreendedorismo (Setre).

Os setores de maiores demandas foram Serviços (32.661), Comércio (21.787), Construção Civil (12.121), Indústria de Transformação (7.538), Agropecuária (5.352), Serviço Indústria de Utilidade Pública (995), Extrativa Mineral (277) e Administração Pública (15), contabilizando mais de 94 mil novos empregos no período de um ano.

Sobre o Caged

O Caged é a principal fonte de informação sobre a movimentação do mercado de trabalho brasileiro, instrumento de acompanhamento e de fiscalização do processo de admissão e de dispensa de trabalhadores regidos pela CLT. O cadastro é utilizado pelo programa de Seguro-Desemprego, para conferência dos dados referentes aos vínculos trabalhistas, além de outros programas sociais.

Mais na Web