Piauí

Polícia Federal deflagra operação e cumpre 12 mandados em Timon

O nome da operação é por conta das constantes mudanças de moradias do grupo criminoso.
ISABELA DE MENESES
16/05/2017 08h47 - atualizado

Na manhã desta terça-feira (16), a Delegacia de Repressão a Crimes contra o Patrimônio e ao Tráfico de Armas, da Superintendência Regional da Polícia Federal do Piauí, deflagrou a "Operação Nômade", com o objetivo de desarticular uma quadrilha acusada pelo arrombamento da Agência dos Correios de Pimenteiras, em agosto de 2016.

Na ocasião cinco homens levaram também um cofre com a quantia de R$ 160 mil.

O Juiz Federal da Subseção da Vara Única de Picos determinou o cumprimento de dois mandados de prisão, três mandados de busca e apreensão, e sete mandados de condução coercitiva, na cidade de Timon, no estado do Maranhão.

Segundo informações da Polícia Federal, o nome da operação é por conta das constantes mudanças de moradias do grupo criminoso.

Relembre o caso

A agência dos Correios do município de Pimenteiras foi arrombada no dia 02 de agosto de 2016. Cerca de cinco homens realizaram a ação. Os suspeitos arrombaram a porta da frente e furtaram o cofre. O alarme do estabelecimento disparou, mas eles conseguiram fugir.

Na época do crime, o policial José Vitor, da companhia da PM em Valença, relatou que o veículo utilizado na fuga dos indivíduos havia sido localizado, e os policiais militares continuariam em diligência com o objetivo de capturá-los. O crime passou a ser investigado pela Polícia Federal.

Mais conteúdo sobre: