Piauí

Potycabana recebe evento com serviços gratuitos nesta quinta (12)

Serão disponibilizados para a população emissão de RG, Carteira de Trabalho e Cartão do SUS, serviços de saúde corporal e bucal, apresentações teatrais e culturais.
VITOR FERNANDES
12/10/2017 15h05 - atualizado

O projeto Mirim Cidadão vai realizar o II Coopera Mirim Cidadão no Parque Nova Potycabana, a partir das 16:30h até às 21h de hoje (12). Durante o evento, serão disponibilizados para a população emissão de RG, Carteira de Trabalho e Cartão do SUS, serviços de saúde corporal e bucal, apresentações teatrais e culturais.

  • Foto: WikipédiaNova PotycabanaNova Potycabana

No local, também haverá torneios de futsal e voleibol com as crianças do Mirim Cidadão e com os parceiros do Centro Integrado de Reabilitação (CEIR), Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Teresina (APAE) e Centro de Reabilitação Ana Cordeiro.

Cerca de 5000 crianças e adolescentes participantes do Mirim Cidadão são esperados no Parque Potycabana, e irão expor o que aprenderam sobre prevenção e enfrentamento às drogas e a violência, qualidade de vida, educação para o trânsito, segurança pessoal e meio ambiente, como aponta a Capitã Enyra Oliveira, assessora de políticas preventivas da Secretaria de Segurança Pública.

A abertura do evento será por conta do Isaac do Acordeon e toda a cidade pode participar, utilizar os serviços disponíveis e levar 1 kg de alimento que será doado a instituições de caridade.

O projeto Mirim Cidadão, que teve início em maio de 2016, atende cerca de sete mil crianças e adolescentes de 7 a 17 anos em situação de vulnerabilidade social, na capital e em mais de 21 municípios do interior, e tem por objetivo a formação humana, intelectual e cidadã dos participantes. O projeto da Secretaria de Segurança Pública está prestes a virar lei e se tornar política de Estado. 

O Secretário de Segurança Pública, Cap. Fábio Abreu, ressaltou a importância do evento. “O Coopera Mirim Cidadão é um evento simbólico que tem importância para as crianças, familiares e sobretudo para a sociedade, que vai observar que um dos grandes objetivos é o trabalho social como prevenção e não repressão”, disse.