Política

Prefeita Vilma Amorim diz que não vai demolir prédio histórico

Em resposta aos fatos noticiadas, a gestora informou que, “O prédio foi cedido pela Câmara Municipal por iniciativa do Poder Executivo, sem previsão de demolição’.
ISABELA DE MENESES
25/09/2017 13h06 - atualizado

Nesta segunda-feira (25), por meio de nota à imprensa, a prefeita de Esperantina, Vilma Amorim, esclareceu que o prédio histórico onde funcionava o Grupo Escolar David Caldas, que foi cedido por ela ao Tribunal de Justiça para a instalação do novo prédio do Fórum Civil do município, não vai ser demolido.

Na última sexta-feira (22), o Viagora noticiou a demolição do prédio, após receber denúncias de moradores da cidade, que estavam preocupados com a extinção do imóvel de significado histórico para Esperantina.

Em resposta aos fatos noticiadas, a gestora informou que, "O prédio foi cedido pela Câmara Municipal por iniciativa do Poder Executivo, sem previsão de demolição".

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1Prefeita Vilma AmorimPrefeita Vilma Amorim

Além disso, que a fachada do colégio vai ser mantida pelo Tribunal de Justiça. “A fachada será totalmente preservada e o prédio passará por reforma para que seja adequado as necessidades do Poder Judiciário”, esclareceu.

Nota da prefeita na íntegra

"A despeito de notícias veiculadas na imprensa dando conta de uma possível demolição do prédio histórico onde funcionou o tradicional Colégio David Caldas, a prefeita Vilma Amorim vem a público esclarecer o que segue:

1 – São totalmente infundadas as notícias veiculadas pela imprensa.

2 – O prédio foi cedido pela Câmara Municipal por iniciativa do Poder Executivo, sem previsão de demolição.

3 – A fachada será totalmente preservada e o prédio passará por reforma para que seja adequado as necessidades do Poder Judiciário.      

Lamentamos que a cessão do prédio para o funcionamento do Fórum local, que atenderá de forma adequada e confortável aqueles que precisam da Justiça, seja utilizado de forma inadequada, inclusive com boatos que fogem da realidade.

A verdade mais uma vez prevalecerá."

Mais conteúdo sobre: