Piauí

Prefeito Nilton é investigado por irregularidade em 4 licitações

As portarias que determinaram a abertura do inquérito foram assinadas pela promotora Gabriela Almeida de Santana, e publicadas no Diário de Justiça dessa segunda-feira (27).
RAYANE TRAJANO
28/03/2017 07h30 - atualizado

O Ministério Público do Estado do Piauí instaurou inquéritos civis para investigar quatro procedimentos licitatórios feitos pela prefeitura de São Braz do Piauí, que tem como prefeito Nilton Pereira (PMDB). As portarias que determinaram a abertura do inquérito foram assinadas pela promotora Gabriela Almeida de Santana, e publicadas no Diário de Justiça dessa segunda-feira (27).

Os inquéritos foram abertos após denúncia feita por Ascendino José da Silva, na Promotoria de Justiça de São Raimundo Nonato, noticiando supostas irregularidades em quatro procedimento licitatórios na modalidade Tomada de Preços de números 003/2017, 004/2017, 006/2017 e 007/2017.

A Tomada de Preço 003/2017 é para aquisição de material escolar, didático e pedagógico, com valor de R$ 378.257,50. O processo 004/2017 é para compra de material de expediente para quatro secretaria do município, o valor previsto é de R$ 178.485,35. Já o procedimento  006/2017 é para aquisição de merenda escolar, com valor previsto é de R$ 190.356,02.  O procedimento 007/2017 tem como objetivo compra de material de limpeza e higiene para secretarias, o orçamento é de R$ 162.458,04.

Outro lado 

O Viagora tentou contato com o prefeito Nilton, nessa segunda-feira (27), mas não conseguiu localizá-lo para comentar o caso.