Piauí

Prefeito Valdemar Santos e empresário são denunciados ao TCE

A denúncia foi encaminhada, nessa terça-feira (13), ao conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, Delano Câmara, que é o relator do processo.
RAYANE TRAJANO
14/06/2017 08h13

O vereador do município de São José do Peixe, Geraldino Veloso, denunciou o secretário municipal de saúde e o prefeito da cidade, Valdemar Santos, além do empresário Divino Osmar Rodrigues Leite, proprietário da empresa Belly e Lucas Eventos e Decorações, por suposta fraude em emissão e recebimento de notas fiscais. 

A denúncia foi feita ao Tribunal de Contas do Estado do Piauí, na segunda-feira, 12 de junho.

O vereador contou que no dia 22 de dezembro foi emitida e paga uma nota fiscal, no valor de R$ 5.500,00, referente à realização de uma festa de formatura das Escolas Municipais Juveni Madeira, Dom Raimundo de castro e Silva, Martinho de Sousa Mendes e ProJovem Urbano.

A justificativa do pagamento da nota fiscal, foi de que a empresa Belly e Lucas Eventos e Decorações prestou serviços de ornamentação, alugueis de mesas com toalhas, cadeiras com capas, cortinas, tapetes e outros objetos, para a realização do evento.

Porém, de acordo com o vereador, toda a comunidade e as direções das escolas uniram-se, para planejar e realizar a festa almejada e, em momento algum, a ornamentação foi feita pela empresa.

  • Foto: Prefeitura de São José do PeixePrefeito Valdemar SantosPrefeito Valdemar Santos

O vereador narrou ainda que no dia 01 de dezembro de 2016, foram emitidas e posteriormente pagas também, para a Belly e Lucas Eventos, duas notas fiscais de prestação de fornecimento de lanches pela Secretaria Municipal de Saúde do Município de São José do Peixe, uma para atividades desenvolvidas para hipertensos e diabéticos, a outra relacionada com o fornecimento de lanches para o evento do "outubro rosa".

As notas, respectivamente, foram emitidas nos valores de R$1.600.00 (mil e seiscentos reais) e a outra na importância de R$ 1.000,00 (mil reais), valores estes que não se cogita para os citados eventos, pois não houve tanto público, de acordo com ele.

A denúncia foi encaminhada, nessa terça-feira (13), ao conselheiro Delano Câmara, que é o relator do processo.

Outro lado 

O Viagora tentou contato com o prefeito Valdemar Santos, mas as ligações não foram atendidas. O empresário não foi localizado para comentar o caso. O espaço está aberto para esclarecimentos.

Mais conteúdo sobre: