Política

Presidente Temer processa Joesley Batista por injúria e difamação

As duas ações foram finalizadas nesta segunda-feira (19).
VITOR FERNANDES
19/06/2017 16h02 - atualizado

O presidente Michel Temer entrou na Justiça com um processo contra o dono da JBS, Joesley Batista, por danos morais além de queixa crime por injúria, calúnia e difamação. As duas ações foram finalizadas nesta segunda-feira (19). 

  • Foto: Divulgação/PTMichel Temer (PMDB)Michel Temer (PMDB)

O motivo do processo seria declarações feitas pelo empresário em entrevista concedida à revista época, em que falou que o presidente comanda a maior e mais perigosa organização criminosa do Brasil e que não tinha preocupações em pedir dinheiro ao PMDB.

Depois desses comentários, o Planalto informou através de nota que entraria na Justiça para processar Joesley Batista. Na nota divulagada pela Presidência, Joesley é chamado de "bandito notório".

Na ação por danos morais que foi dada entrada, Temer pedirá indenização financeira, valor ainda não especificado e que ele pretende doar a uma instituição de caridade. A ação criminal foi impetrada na Justiça Federal e a cível, na Justiça comum. O presidente é representado pelo advogado do PMDB, Renato Oliveira Ramos.

Mais conteúdo sobre: