Polícia

PRF prende 7 pessoas durante fiscalização a carros-pipa no Piauí

Foi realizada a Operação Água Limpa para intensificar a fiscalização nos veículos (carros-pipa) responsáveis pela distribuição de água no sul do Estado do Piauí.
RAYANE TRAJANO
28/04/2017 07h45

A Polícia Rodoviária Federal (PRF), atendendo solicitação do 25º Batalhão de Caçadores do Exército Brasileiro, realizou nessa quinta-feira (27), a Operação Água Limpa para intensificar a fiscalização nos veículos (carros-pipa) responsáveis pela distribuição de água no sul do Estado do Piauí, por conta da existência de denúncias de irregularidades.

Segundo os relatos, os "pipeiros" têm feito rotas diferentes da que foram contratadas. Além disso, para abastecer em localidades menos distantes, os motoristas deixam de pegar água nos locais previamente indicados para a coleta de água, o que pode acarretar ainda mais prejuízos à saúde da população, já castigada pela situação de emergência devido à seca.

  • Foto: Divulgação/PRFFiscalização a carros pipasFiscalização a carros pipas

A atuação das equipes da PRF foi concentrada no enfrentamento às fraudes veiculares e outros crimes, assim, foram fiscalizados 87 caminhões e 37 outros veículos, 100 pessoas foram abordadas e sete delas presas.

Durante a operação, foram apreendidos ainda 546 pacotes de cigarros, R$ 5.608 em espécie mais R$ 6.902,80 em cheques e 4.000 litros de querosene de avião, sem nota fiscal.

A Operação Pipa, coordenada pelo Exército Brasileiro, teve como objetivo amenizar os efeitos da seca junto às comunidades mais carentes da região do semiárido nordestino. A operação abrange estados do Alagoas, Bahia, Ceará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Sergipe e a Região Norte do estado de Minas Gerais e atende a 835 municípios, com uma população de cerca de 4 milhões de pessoas, por meio da contratação de 6.185 caminhões-pipa, abastecendo mais de 90 mil pontos.