Geral

Professor de Ciência Política da UFMG compara Lula a Nelson Mandela

Juarez Guimarães afirma que "Lula está sendo condenado por um júri de classe dos grandes capitalistas no país do apartheid social”.
VITOR FERNANDES
08/09/2017 15h01 - atualizado

O professor de Ciência Política na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Juarez Guimarães, fez uma comparação entre o ex-Presidente Lula e Nelson Mandela. Seu texto foi publicado nesta sexta-feira (08) no site do Partido dos Trabalhadores (PT).

  • Foto: DivulgaçãoProfessor de Ciência Política na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Juarez Guimarães.Professor de Ciência Política na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Juarez Guimarães.

“Se Mandela, foi condenado por um júri de brancos no país do apartheid social, Lula está sendo condenado por um júri de classe dos grandes capitalistas no país do apartheid social”, diz o texto.

Juarez Guimarães considera a comparação de Lula com Mandela justa, necessária e incontornável, neste momento em que ele afirma ser dramático da história secular e épica de resistência do povo brasileiro.

  • Foto: DivulgaçãoNelson Mandela.Nelson Mandela.

Ele julga ser “justa porque, assim como Mandela, Lula é a liderança operária e popular de maior raiz, amplitude e identidade de toda a história brasileira. Sua origem social, suas quatro décadas na vanguarda da construção da democracia, o fato de ser o maior símbolo da esperança de um Brasil sem apartheid social convergem para este diagnóstico”, argumenta.

O professor fala que essa comparação é absolutamente necessária “porque assim como os racistas sabiam que era preciso desmoralizar Mandela e mantê-lo preso para manter o regime do apartheid, os que dirigem o golpe contra a democracia no Brasil sabem que sem desmoralizar Lula e sem interditar a sua liderança política, a democracia e os direitos do povo podem voltar ainda com mais força”.

O professor de Ciência Política da UFMG conclui falando que “é incontornável comparar Lula com Mandela porque assim como Mandela tornou-se a grande referência internacional na luta contra o racismo, Lula tornou-se a grande liderança mundial na luta contra a fome e a desigualdade social. A sua defesa interessa aos povos de toda a América Latina e do mundo”, afirma.

Sobre Mandela

Nelson Mandela foi um líder rebelde, recebeu o Prêmio Nobel da Paz em 1993 e foi presidente da África do Sul de 1994 a 1999. Seu nome verdadeiro é Rolihlahla Madiba Mandela. Principal representante do movimento antiapartheid (contra segregação racial), considerado pelo povo um guerreiro em luta pela liberdade, era tido pelo governo sul-africano como um terrorista e passou quase três décadas na cadeia. Ele faleceu em 2013 aos 95 anos em sua casa na África do Sul.

Mais conteúdo sobre: