Piauí

Promotor instaura procedimento para investigar Strans de Uruçuí

O promotor determinou que o superintendente da Strans seja oficiado, para responder no prazo de dez dias.
ISABELA DE MENESES
18/08/2017 17h56 - atualizado

O Promotor de Justiça Edgar dos Santos Bandeira Filho do Ministério Público do Piauí instaurou procedimento administrativo para apurar supostas irregularidades na Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) de Uruçuí. A determinação é do último dia 01 de agosto.

Para abertura do procedimento, o promotor levou em consideração informações que o local vem funcionando com uma série de problemas, como, "falta de fardamento para os agentes; falta de registro dos agentes junto ao DETRAN para que possam proceder às autuações de trânsito; o superintendente ser policial militar não afastado de suas funções e uso indevido da única viatura do órgão".

  • Foto: Divulgação/MPMinistério Público do Estado do Piauí (MP-PI)Ministério Público do Estado do Piauí (MP-PI)

Além disso, de imediato, determinou que o superintendente da Strans, tenente José Carneiro, seja oficiado, para no prazo de dez dias responder se está afastado de suas funções como policial militar, e, se for o caso, para que envie uma cópia do ato à administração pública municipal, como também que comprove que os agentes de trânsito têm o devido registro no Detran.

De acordo com o Ministério Público, se os fatos forem confirmados, podem representar má prestação de serviço público fundamental para a sociedade.

Outro lado 

O Viagora não conseguiu localizar o tenente José Carneiro para comentar o caso. O espaço está aberto para esclarecimentos.