Piauí

Promotora abre inquérito contra vereador Reginaldo Araújo

A portaria que determina a abertura da investigação foi assinada pela promotora de Justiça Renata Márcia Rodrigues Silva, no dia 29 de março de 2017.
RAYANE TRAJANO
04/04/2017 20h33 - atualizado

O Ministério Público do Estado do Piauí instaurou inquérito civil para investigar denúncia contra o presidente da Câmara de Vereadores de Nossa Senhora dos Remédios, vereador Reginaldo Araújo. A portaria que determina a abertura da investigação é do dia 29 de março de 2017.

De acordo com a denúncia feita na Comarca de Nossa Senhora dos Remédios, o presidente da Câmara de Vereadores, Reginaldo Araújo, nomeou para o exercício do cargo de Tesoureira da Casa Legislativa sua esposa , Liana Sousa Silva.

  • Foto: Foto: DivulgaçãoMinistério ingressa ação para garantir atendimento cirúrgico cardiovascular emergencial à crianças.Ministério Público do Estado do Piauí

A promotora de Justiça Renata Márcia Rodrigues Silva determinou a instauração do inquérito civil para investigar a denúncia e ressaltou que “a nomeação de parentes para o exercício de cargos públicos em comissão ou de confiança ou, ainda, de função gratificada, constitui uma prática nociva à Administração Pública denominada Nepotimo”.

Outro lado

O Viagora tentou contato com o vereador Reginaldo Araújo, mas não conseguiu localizá-lo para comentar a denúncia.