Piauí

Promotora investiga violência contra detendo da Casa de Custódia

O Ministério Público tomou conhecimento das possíveis situações de violência, por meio de fatos noticiados a Promotoria de Teresina.
ISABELA DE MENESES
31/08/2017 09h19 - atualizado

A promotora Myrian Lago do Ministério Púbico do Estado (MP-PI) abriu investigação, no dia 25 de agosto, para apurar possíveis práticas de violência institucional e negligência com o detento Artur Pereira da Silva, da Casa de Custódia "Professor José Ribamar Leite", em Teresina.

O Ministério Público tomou conhecimento das possíveis situações de violência, por meio de fatos noticiados à Promotoria de Teresina.

  • Foto: SejusCasa de CustódiaCasa de Custódia

Assim, foi determinado, que seja oficiado à Defensoria Pública do Estado do Piauí, uma cópia da denúncia do Disque Direitos Humanos, para adoção das providências pela Defensoria e Promotoria.