Piauí

Promotora recomenda melhorias nos serviços da Caixa no Piauí

Dessa forma, a Caixa deve ser notificada e no prazo de 15 dias, deve apresentar defesa escrita com as soluções que serão adotadas em eventos futuros.
ISABELA DE MENESES
09/10/2017 09h46 - atualizado

A promotora de Justiça Gladys Gomes Martins de Sousa, do Ministério Público do Estado (MP-PI), instaurou no dia 02 de outubro, processo administrativo para apurar possíveis irregularidades nos serviços prestados pela Caixa Econômica Federal, em quatro agências bancárias de Teresina.

Para abrir o procedimento, a promotora levou em consideração, que chegou ao conhecimento da 31ª Promotoria de Justiça que em, pelo menos, 04 agências da Caixa, Agência Teresina Leste, Agência Conselheiro Saraiva, Agência Jóquei Clube e Agência Cajuína, possuem caixa eletrônico com a opção "cheque", porém, sem funcionamento, ou seja, ofertam o serviço, mas não cumprem a oferta.

  • Foto: Reprodução/Street ViewAgência da Caixa Econômica Federal em TeresinaAgência da Caixa Econômica Federal em Teresina

Dessa forma, a Caixa deve ser notificada e no prazo de 15 dias, deve apresentar defesa escrita com as soluções que serão adotadas em eventos futuros. Como também, o MP-PI recomendou que a instituição bancária disponibilize, no mínimo, um caixa eletrônico com a função de emissão de folhas de cheques em perfeito estado de utilização, com a disponibilização do serviço com qualidade.