Política

Regina Sousa diz que dinheiro de imposto sindical não é público

A senadora disse que muitos sindicatos atuam apenas para favorecer a classe trabalhadora que representam.
ISABELA DE MENESES
05/05/2017 10h17 - atualizado

A senadora do Piauí, Regina Sousa (PT), durante discussão no Plenário do Senado na última quinta-feira (04), expôs sua opinião a respeito do fim do Imposto Sindical proposto pela reforma trabalhista (PCL 38/2017), que já começa a tramitar no Senado após ser aprovada pela Câmara do Deputados.

De acordo com a Agência Senado, durante seu pronunciamento a senadora disse que muitos sindicatos atuam apenas para favorecer a classe trabalhadora que representam e falou sobre o dinheiro que eles recebem. “Dinheiro de imposto sindical não é público; é dinheiro do trabalhador. Pelo contrário, o governo desconta o dinheiro e fica especulando com ele um bom tempo até passar para o sindicato” exaltou.

  • Foto: Facebook/Regina SousaSenadora Regina Sousa (PT-PI)Senadora Regina Sousa (PT-PI)

O Imposto Sindical, que está previsto na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), atualmente é pago por profissionais integrantes de uma categoria ou profissão liberal que são representados por um sindicato.

Mais conteúdo sobre: