Política

Rodrigo Janot denuncia Dilma e Lula por organização criminosa

O Partido dos Trabalhadores emitiu nota criticando a ação de Rodrigo Janot.
RAYANE TRAJANO
06/09/2017 07h20 - atualizado

O procurador-geral da República Rodrigo Janot apresentou denúncia contra os ex-presidentes Lula e Dilma Rousseff, nessa terça-feira (05). Outros membros do PT também foram denunciados por organização criminosa, em casos de desvios na Petrobras.

Este é o segundo lote denúncias oferecida por Janot contra membros do “quadrilhão”, composto por políticos do PT, PMDB e PP.Na semana passada foram denunciados os membros do PP. A expectativa é que a denúncia contra peemedebistas ocorra nos próximos dias.

  • Foto: Facebook/DilmaDilma e LulaDilma e Lula

De acordo com o Estadão, entre os denunciados estão ainda Antonio Palocci (Fazenda e Casa Civil), Guido Mantega (Fazenda), Edinho Silva (Comunicação), Paulo Bernardo (Comunicação e Planejamento) e Gleisi Hoffman (Casa Civil). E ainda o ex-tesoureiro do PT, João Vaccari Neto.

Os petistas receberam cerca de R$ 1,48 bilhão em propinas no esquema criminoso da Petrobras, de acordo com as investigações.

O inquérito sobre o caso foi instaurado no Supremo Tribunal Federal em março de 2015, depois foi desmembrado investigando separadamente cada legenda.

Outro lado

O Partido dos Trabalhadores emitiu nota criticando a ação de Rodrigo Janot. Confira:

“A denúncia apresentada nesta terça-feira (5/9) pela Procuradoria Geral da República parece uma tentativa do atual procurador-geral de desviar o foco de outras investigações, que também envolvem um membro do Ministério Público Federal, no momento em que ele se prepara para deixar o cargo.

Não há fundamento algum nas acusações contra o Partido dos Trabalhadores. Desde o início das investigações da Lava Jato, o PT vem denunciando a perseguição e a seletividade de agentes públicos que tentam incriminar a legenda para enfraquecê-la politicamente.

Esperamos que essas mentiras sejam tratadas com serenidade pela justiça brasileira, e terminem arquivadas como já ocorreu com outras denúncias sem provas apresentadas contra o partido.

Assessoria de Imprensa do Partido dos Trabalhadores”