Política

Rodrigo Maia decide adiar a votação de aprovação do "distritão"

A sessão foi adiada devido ao número de deputados durante a sessão ser menor que o esperado, que era de 480 deputados.
JOSEFA GEOVANA
17/08/2017 12h08 - atualizado

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), decidiu adiar para a próxima terça-feira (22) a votação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 77/33, após o requerimento de encerramento da PEC ser aprovado ontem (16), pelo plenário da Casa.

  • Foto: Câmara dos DeputadosRodrigo Maia Presidente da CâmaraRodrigo Maia Presidente da Câmara

Foram 361 votos favoráveis ao encerramento, 68 contrários e 2 abstenções. Segundo Maia, a sessão foi adiada devido ao número de deputados durante a sessão ser menor que o esperado, que era de 480 deputados, mas somente 430 compareceram.

A PEC estabelece o “distritão”, que se trata de uma nova reforma política para as eleições de deputados federais, estaduais e vereadores para os anos de 2018 e 2020.

No “distritão”, serão eleitos os candidatos mais votados, e não serão considerados os votos recebidos pelos partidos e coligações. Também será criado um fundo eleitoral no qual o dinheiro público será utilizado no financiamento de campanhas eleitorais.

O “distritão” já havia sido rejeitado pelo plenário em 2015, quando Eduardo Cunha (PMDB-RJ) era o presidente da Câmara.

Mais conteúdo sobre: