Piauí

Secretário Daniel Oliveira rebate as reivindicações do Sinpoljuspi

A Secretaria de Justiça, também disse que de 2015 a 2017, os agentes penitenciários tiveram reajustes salariais que chegam a mais de 60%, com aumentos de quase R$ 3.000.
ISABELA DE MENESES
11/09/2017 12h06 - atualizado

A Secretaria de Justiça do Estado (Sejus) aumentou a segurança nas unidades prisionais, por conta da greve dos agentes penitenciários do Piauí, que começou nesta segunda-feira (11) e rebateu as reivindicações do Sindicato dos Agentes Penitenciários (Sinpoljuspi).

Daniel Oliveira, secretário de Justiça, alega que o Governo sempre esteve de “portas abertas, dialogando com a categoria, buscando um entendimento comum e necessário às melhorias para os agentes em equilíbrio com a situação financeira do Estado”.

A Secretaria de Justiça, também disse que de 2015 a 2017, os agentes penitenciários tiveram reajustes salariais que chegam a mais de 60%, com aumentos de quase R$ 3.000.

  • Foto: Isabela de Meneses/ViagoraSecretário de Justiça Daniel OliveiraSecretário de Justiça Daniel Oliveira

“O salário de um agente do Piauí é o segundo maior do país, ficando atrás apenas do Distrito Federal. Isso é resultado do constante diálogo com a categoria, de modo a garantir que as conquistas sejam alcançadas de acordo com as condições do Estado”, enfatizou Daniel Oliveira.

Também foi dito pelo secretário que, dentro do Plano de Modernização do Sistema Prisional, o número de vagas para agente penitenciário, com a construção de novas unidades penais vai crescer, além da realização de um concurso público com 400 vagas.