Piauí

Sejus transfere 43 presos de Campo Maior para presídio de Altos

O remanejamento ocorreu por questões de segurança, já que a cadeia de Campo Maior foi inaugurada às pressas.
RAYANE TRAJANO
17/09/2017 08h15

Durante a noite desse sábado e madrugada deste domingo (17) a Secretaria de Justiça deflagrou a 2ª fase da Operação Habitar, removendo os presos que estavam na penitenciária de Campo Maior para o Centro de Detenção Provisória de Altos. O remanejamento ocorreu por questões de segurança, já que a cadeia de Campo Maior foi inaugurada às pressas, devido à superlotação na Central de Flagrantes de Teresina.

Segundo o Secretário de Justica, Daniel Oliveira, a remoção dos presos fez-se necessária para fins de garantir o respeito da ordem pública. “Hoje realizamos mais uma etapa da Operação Habitar que continua em execução em todo Estado do Piaui. Estamos vigilantes verificando quais unidades prisionais estão cumprindo as ordens judiciais de recebimento de presos, visitas de familiares, atendimentos de advogados e defensores públicos e trabalhando para a sua fiel execução”, declarou.

  • Foto: DivulgaçãoChegada dos detentos no CDP de AltosChegada dos detentos no CDP de Altos

O  Major Marcos Lima, que chefiou a operação, informou que os agentes penitenciários grevistas tentaram impedir a entrada dos presos. “Alguns agentes penitenciários se recusaram a dar cumprimento à ordem do Secretário de Justiça e do Tribunal de Justiça para receber os presos, nos certificamos o ocorrido e vamos encaminhar o fato para as autoridades competentes”, disse. A operação contou com apoio da Polícia Militar, através do Bope e Rone.

As ações iniciaram às 20h do sábado foi concluída as 4h da manhã deste domingo (17). Durante todo o dia de hoje policiais militares estarão garantindo o respeito a ordem pública no Centro de Detenção de Altos.