Política

Silas Freire defende renúncia de Michel Temer após escândalo

O deputado federal afirmou que o presidente "deveria aceitar que não tem mais condições de administrar o país".
RAYANE TRAJANO
18/05/2017 13h09 - atualizado

O deputado federal Silas Freire (sem partido) comentou, na manhã desta quinta-feira (18), asdeclarações do empresário Joesley Barbosa, dona da JSB, sobre a concordância do presidente Michel Temer em pagar pelo silêncio do deputado cassado Eduardo Cunha.

Silas, que foi expulso do PR por se posicionar contra projetos do presidente, como a PEC do teto dos gastos públicos e a Reforma da Previdência, disse que o melhor caminho seria a renúncia do presidente.

“O Governo Temer é um governo velho, com as mesmas caras do governo Dilma”, argumentou.

  • Foto: Facebook/Silas FreireDeputado Silas FreireDeputado Silas Freire

Quando questionado sobre a possível aceitação da abertura do processo de impeachment de Temer, por parte do presidente da Câmara, Rodrigo Maia, Silas disse que pode ser que ocorra, mas é um processo lento.

“Ele pode aceitar, mas é um processo demorado. Eu acho que quem deveria aceitar que não tem mais condições de administrar o país é o próprio Michel Temer”, declarou.

Mais conteúdo sobre: