Polícia

Subtenente expulso têm recurso negado pela Polícia Militar do Piauí

Decisão foi publicada no Diário Oficial do Estado na última quinta-feira (27).
GABRIEL SOARES
02/05/2017 10h16 - atualizado

A Corregedoria da Polícia Militar do Piauí negou o recurso de defesa do ex-subtenente Hugo Viana da Silva, que foi expulso da corporação no dia 12 de dezembro de 2016. A decisão foi publicada no Diário Oficial do Estado, no último dia 27. Ele é acusado de matar a ex-esposa e de atirar contra outro membro da Polícia Militar.

O recurso, embora reconhecido pela Corregedoria, foi negado e subscrito pelo Comandante Geral da Polícia, coronel Carlos Augusto. Assim, o Conselho de Disciplina da PM mantém a decisão de expulsão do candidato, conforme a publicação. 

Hugo é acusado de assassinar a sua ex-esposa Neylivia Oliveira da Costa Viana, efetuando sete disparos contra ela, em uma casa no município de Cocal de Telha. Também é acusado, na mesma ocasião, de atirar contra o sargento Seixa, que era comandante do Grupamento de Polícia Militar (GPM) de Capitão de Campos.

De acordo com informações da Polícia Civil à época, o sargento foi atingido com um tiro de raspão pelo suspeito ao tentar conter populares que pretendiam invadir a casa e linchar o acusado.

Mais conteúdo sobre: