Geral

SUS vai ampliar oferta de medicamento para tratamento Aids e HIV

Até o final do ano de 2018, cerca de 300 mil pacientes poderão ter acesso ao medicamento.
JOSEFA GEOVANA
01/10/2017 17h37 - atualizado

Segundo o Ministério da Saúde, até o final do ano de 2018, cerca de 300 mil pacientes que possuem o vírus HIV e Aids poderão ter acesso ao remédio Dolutergravir, através do Sistema Único de Saúde (SUS). O medicamento é um antirretroviral, considerado um dos medicamentos mais eficazes no tratamento dessas doenças.

  • Foto: Portal BrasilMedicamento.Medicamento.

O Dolutergravir possui alta potência, poucas complicações durante o tratamento e deve ser utilizado somente uma vez ao dia, possuindo menor resistência, proporcionando uma maior comodidade ao paciente.

O Ministro Ricardo Barros esclareceu que a nova medida não alterará o orçamento do Ministério da Saúde, e irá melhorar a qualidade de vida, pois o medicamento é considerado um dos melhores para o tratamento da Aids e HIV. O Brasil é o primeiro país da América Latina a oferecer o medicamento através da rede pública.

A nova medida deve começar a partir de dezembro deste ano, de forma gradual, desta forma o remédio poderá ser encontrado em 22 estados.

Mais conteúdo sobre: