Piauí

TCE suspende licitação da prefeitura de Marcolândia por ilegalidades

A decisão do conselheiro Kléber Dantas Eulálio é do dia 07 de julho deste ano.
ISABELA DE MENESES
11/07/2017 11h34 - atualizado

O Tribunal de Contas do Estado do Piauí (TCE-PI) decidiu suspender o Pregão Presencial Nº 027/2017 da  prefeitura de Marcolândia, gerida pelo prefeito Francisco Pedro de Araújo, mais conhecido como Chico Pitú, até que irregularidades denunciadas sejam apuradas. A decisão do conselheiro Kléber Dantas Eulálio é do dia 07 de julho deste ano.

Também é cobrado pelo TCE que as irregularidades apresentadas na denúncia, como o edital incompleto, sejam solucionadas ou justificadas pelos responsáveis, o prefeito Chico Pitú e o presidente da Comissão Permanente de Licitação de Marcolândia, Claudimar Carvalho de Andrade.

  • Foto: Chagas FotografiaChico PitúChico Pitú

Ambos têm quinze dias para se pronunciarem sobre os fatos denunciados e as irregularidades apontadas no pregão dentro do Sistema Licitação Web, que dificultaram a publicidade do processo licitatório. 

O pregão tem como objeto a aquisição de material permanente, como cadeiras escolares, que deveriam suprir a necessidade da Secretaria Municipal de Educação, no valor de R$ 112.000,00 (cento e doze mil reais).

O prefeito já teveoutro pregão suspenso em 2017, no valor de R$ 149 mil, também referente a compra de materiais para Secretaria Municipal de Educação de Marcolândia. 

Outro lado

O Viagora tentou entrar em contato com o prefeito Chico Pitú, mas as ligações não foram atendidas. O espaço permanece aberto para futuros esclarecimentos do gestor. 

Mais na Web