Política

Temer projeta mais 'um ano e meio de governo' mesmo com denúncias

Presidente discursou em anúncio de recursos para a saúde.
MARCOS CUNHA
13/07/2017 15h51 - atualizado

Durante anúncio de recursos para a saúde nesta quinta-feira (13), o presidente Michel Temer afirmou que ainda vai ter mais "um ano e meio de governo" pela frente, considerando o prazo em que seu mandato termina, em dezembro de 2018. Temer é alvo de uma denúncia por corrupção passiva em análise na Câmara dos Deputados.

O presidente enfrenta o período mais grave do seu mandato, com denúncias que podem culminar com a perda do cargo. O relator da denúncia na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara, deputado Sergio Zveiter (PMDB-RJ), já apresentou parecer favorável à admissibilidade da denúncia contra Temer. Se o plenário da Casa autorizar o envio da denúncia ao Supremo Tribunal Federal (STF) e a corte aceitar abrir o processo, o presidente é afastado.

  • Foto: Agência BrasilPresidente Michel Temer nega crise econômica no BrasilPresidente Michel Temer nega crise econômica no Brasil

Ainda durante o discurso desta quinta, Temer afirmou que está fazendo oito anos em apenas 14 meses, referindo-se aos recursos e programas que estão sendo desenvolvidos pelo Governo. A agenda de anúncio de recursos coincide com a análise da denúncia na CCJ.

Temer ainda declarou que apesar de não ser fácil estar à frente da Presidência, está recolocando o Brasil no rumo do desenvolvimento.“Eu confesso que jamais pensei que seria fácil a missão que foi confiada, mas o que me dá ânimo para cumpri-la é o fato de que estamos recolocando o Brasil no rumo do qual nunca devia ter saído, o rumo do desenvolvimento”, declarou.