Piauí

Traumatismo craniano atinge 45% dos motociclistas atendidos no HUT

Das 899 pessoas que entraram no HUT com traumatismo cranioencefálico, 404 foram vítimas de acidentes com motocicletas.
ISABELA DE MENESES
12/07/2017 09h55 - atualizado

O Hospital de Urgência de Teresina (HUT) revelou que das pessoas que foram diagnosticadas com Traumatismo Craniano Encefálico (TCE), que deram entrada no hospital este ano, 45% foram vítimas de acidentes com motocicletas. A informação foi divulgada nesta quarta-feira (12).

Das 899 pessoas que entraram no HUT com traumatismo cranioencefálico, 404 foram vítimas de acidentes com motocicletas. Já no ano de 2016 foram atendidas 2.370 pessoas com TCE. Destas 1.136 foram vítimas de acidentes com motos, representando 48% do total. 

Segundo o diretor geral do HUT, Gilberto Albuquerque o alto índice deve servir de alerta para as autoridades, pois mostra que a maioria das pessoas não estava usando capacete ou estava usando de forma errada.

  • Foto: Street ViewHospital de Urgência de Teresina - HUTHospital de Urgência de Teresina - HUT

“Estamos falando aqui de um trauma grave que se não mata na hora do acidente pode deixar a pessoa com sequelas para o resto da vida. O TCE pode ser evitado ou pelo menos minimizado com o uso correto do capacete. O motociclista é muito vulnerável no trânsito e em caso de colisão com outro veículo, por exemplo, ele absorve toda energia gerada no impacto. Esse impacto pode gerar lesões graves, principalmente, na cabeça e nas extremidades do corpo”, ressaltou  Gilberto. 

Para o neurocirurgião do HUT, Marcus Vinicius, o atendimento inicial ao paciente com traumatismo craniano deve ser realizado em hospital especializado em trauma, porque dispõe de todas as especialidades envolvidas nesse tipo de assistência.

“O HUT já é uma referência no Sistema Único de Saúde no atendimento de urgência e emergência de vítimas de trauma para todo o Piauí. Os acidentes com motocicleta são o nosso primeiro motivo de entrada no hospital representando 16,4% do atendimento geral. O TCE é uma das principais causas de morte quando se trata de acidentes com motocicleta”, contou Marcus Vinicius. 

Também foi constatado outro dado bastante preocupante. A maioria das vítimas de acidentes com motocicletas que deram entrada no HUT até o momento do atendimento haviam consumido bebida alcoólica.

Mais conteúdo sobre: