Piauí

Tribunal de Justiça do Piauí faz mudanças devido a regras do CNJ

O Conselheiro Carlos Eduardo Oliveira Dias, reconheceu que as recomendações foram realizadas, na última quinta-feira (31).
ISABELA DE MENESES
03/09/2017 08h38 - atualizado

O Presidente do Tribunal de Justiça do Piauí (TJ-PI), Desembargador Erivan Lopes, criou um Grupo de Trabalho para cumprir determinação do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). O Conselheiro Carlos Eduardo Oliveira Dias, reconheceu que as recomendações foram realizadas, na última quinta-feira (31).

A determinação dizia que o grupo de trabalho deve ser formado por magistrado e servidor para elaboração de anteprojeto de reestruturação do quadro de pessoal efetivo, cargos em comissão e funções comissionadas de modo a melhorar a função do órgão.

  • Foto: Divulgação/TJ-PI.Presidente do Tribunal de Justiça do Piauí, Desembargador Erivan Lopes.Presidente do Tribunal de Justiça do Piauí, Desembargador Erivan Lopes.

O Conselheiro Carlos Eduardo destacou que, “TJPI adotou ações que promoveram, em boa medida, a equalização da distribuição da força de trabalho, tudo a conferir estrutura mínima para as unidades judiciárias de primeiro e segundo grau, bem como prestigiar Política Nacional de Atenção Prioritária ao Primeiro Grau de Jurisdição. Fato, inclusive, confirmado pela AMAPI”.