Piauí

TRT-PI libera pagamento de R$ 1,8 milhão a funcionários da Servi-San

O valor estava bloqueado por determinação judicial e agora houve liberação desse dinheiro através do despacho do juiz do Trabalho Ferdinand Gomes dos Santos.
VITOR FERNANDES
10/08/2017 08h26 - atualizado

A Justiça do Trabalho do Piauí determinou o pagamento de cerca de R$ 1,8 milhão aos trabalhadores da Servi-San LTDA e Sevi-San Vigilância e Transporte. O pagamento desses valores deve ocorrer do dia 10 ao dia 15 de agosto.

O valor estava bloqueado por determinação judicial e agora houve liberação desse dinheiro através do despacho do juiz do Trabalho Ferdinand Gomes dos Santos, coordenador do Núcleo de Apoio à Execução (NUAPE) do Tribunal Regional do Trabalho do Piauí (TRT-PI).

Conforme relatório encontram-se depositadas, em contas judiciais vinculadas a diversos processos, a importância de R$1.788.611,66 junto à Caixa Econômica Federal e R$33.074,52 junto ao Banco do Brasil, totalizando a importância de R$1.821.686,18, atualizados até maio de 2017.

  • Foto: Stret ViewServi-San em TeresinaServi-San em Teresina

Ferdinand dos Santos disse que desde março deste ano, o NUAPE tenta reunir e organizar todas as ações contra as duas empresas, conforme determinação da Corregedoria Regional do TRT/PI, realizando medidas para a liquidação dos processos individuais e consolidando os créditos para viabilizar o rateio dos valores disponíveis, para evitar que alguns credores sejam beneficiados em detrimento a outros.

“Concluída a etapa de levantamento da dívida optamos pela liberação dos recursos, tendo em vista que as execuções, em sua esmagadora maioria, tratavam-se de acordos não cumpridos, embora também houvesse execução de sentenças não cumpridas”, destacou o juiz.

De acordo com a assessoria de comunicação do TRT-PI a liberação dos recursos abrange apenas os créditos trabalhistas e de honorários de advogado, pois ambos têm natureza alimentar. Os valores relativos às execuções em curso nas Varas do Trabalho do interior serão remetidas para as mesmas, para posterior liberação.