Piauí

Uber é impedido de participar de licitação da Prefeitura de Teresina

O objetivo do prefeito é substituir a atual frota de veículos locados da prefeitura por um modelo que vai permitir pagar os deslocamentos por quilômetro percorrido.
ISABELA DE MENESES
12/08/2017 09h10 - atualizado

  • Foto: Divulgação/SemaManoel de Moura Neto, secretario de Administração de TeresinaManoel de Moura Neto, secretario de Administração de Teresina

A Prefeitura de Teresina informou nesta sexta-feira (11), que o prefeito Firmino Filho autorizou a abertura do procedimento licitatório para contratar empresa de transporte individual que disponha de aplicativo para smartphones e plataforma web, exceto o Uber. 

O objetivo do prefeito é substituir a atual frota de veículos locados da prefeitura por um modelo que vai permitir pagar os deslocamentos por quilômetro percorrido, para reduzir despesas na gestão deste serviço. 

Segundo o secretário de Administração e Recursos Humanos, Manoel de Moura Neto, na primeira etapa, vão ser substituídos 50 veículos. Ele explicou que só poderão participar da licitação "empresas legalizadas", como as cooperativas de táxi.  

A estimativa de economia, quando esta primeira fase estiver concluída, gira em torno de R$ 100 mil por mês, ou seja, R$ 1,2 milhão por ano.

“Esta é apenas mais uma das medidas de redução de gastos que a Prefeitura de Teresina está adotando este ano para que mantenha o equilíbrio financeiro e continue honrando com seus compromissos”, argumenta Moura Neto.

Mais conteúdo sobre: