Piauí

Urgência e emergência funcionam normalmente no feriado em Teresina

As maternidades do município também funcionam normalmente para internações. Os setores de vacina e exames laboratoriais funcionam em regime de plantão no horário das 7 às 19 horas.
ISABELA DE MENESES
15/06/2017 08h09 - atualizado

Em Teresina os serviços de urgência e emergência dos hospitais da rede pública municipal vão estar funcionando normalmente durante o feriado de Corpus Christi, nesta quinta-feira (15), como também durante todo o final de semana. Já as Unidades Básicas de Saúde (UBSs), salas de vacina e a parte ambulatorial dos hospitais (marcação de consultas e exames) só voltam a funcionar na segunda-feira (19).

As maternidades do município também funcionam normalmente para internações. Os setores de vacina e exames laboratoriais funcionam em regime de plantão no horário das 7 às 19 horas. A capital possui quatro maternidades situadas nos bairros Buenos Aires, Satélite, Promorar e no Dirceu Arcoverde. 

  • Foto: Reprodução/Street ViewHospital de Urgência de Teresina na zona sulHospital de Urgência de Teresina na zona sul

O Hospital de Urgência de Teresina funciona normalmente, assim como o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) vai funcionar em escala de plantão. Com três médicos reguladores durante o dia e dois durante a noite. São três ambulâncias de suporte avançado disponíveis e oito de suporte básico para atender as demandas no feriado.

A equipe do Centro de Zoonoses estará de plantão para recolhimentos de animais e atendimentos clínicos. Como também vão realizar exames de leishmaniose visceral (LV) e vacinação de animais de 8h às 17h.

O prefeito de Teresina, Firmino Filho, assinou um decreto que estabelece ponto facultativo nas repartições públicas municipais no dia 16 de junho de 2017. A medida foi adotada em função do feriado de Corpus Christi, que será quinta-feira, dia 15 de junho, quando tradicionalmente as pessoas se deslocam às suas cidades de origem para participar, ao lado de seus familiares, dos ritos religiosos alusivos à data. 

O decreto não inclui o atendimento nos órgãos que prestam serviços essenciais e que não podem ser suspensos, por isso vão estar funcionando normalmente.

Mais conteúdo sobre: