Piauí

Vendas do varejo no Piauí estão caindo desde Fevereiro de 2015

Cerca de 40 meses consecutivos de queda nas vendas. O acumulado do ano nos últimos 12 meses teve queda de 9,1%.
ISABELA DE MENESES
04/07/2017 11h09 - atualizado

O Comercio Varejista do Piauí apontou queda na última Pesquisa Mensal do Comercio (PMC), divulgada pelo IBGE no mês de abril. O estado apresentou uma queda de 8,2% no volume de vendas, apenas de março para abril.

Já os índices de volume de vendas estão negativos desde fevereiro de 2015. Cerca de 40 meses consecutivos de queda nas vendas. O acumulado do ano nos últimos 12 meses teve queda de 9,1%.

  • Foto: Divulgação/Fecomercio-PIVendas do varejo no Piauí têm queda consecutiva em 40 mesesVendas do varejo no Piauí têm queda consecutiva em 40 meses

As vendas de veículos não estão incluídas nesse índice restrito, assim como as peças e os materiais de construção. Segundo o Presidente da Federação do Comercio no Piauí, Valdeci Cavalcante, esses resultados são preocupantes, já que a desaceleração das vendas do setor está se prolongando.

Para Valdeci, o mau momento é por conta de vários fatores como a baixa confiança do consumidor, as reformas Trabalhista e da previdenciária, que estão em andamento no Congresso Nacional, bem como as vendas a prazo que estão sendo reduzidas devido as dificuldades de crédito por causa do encarecimento do dinheiro.

Inadimplentes

O número de consumidores inadimplentes em 2017 é o maior da histórica desde 2012, correspondendo a 61 milhões de pessoas, conforme o Indicador Serasa Experian de Inadimplência do Consumidor. Apenas no mês de maio, 900 mil pessoas ingressaram no cadastro de inadimplência.

De acordo com os economistas da Serasa, o desemprego e a recessão econômica são os principais motivos para os altos índices de inadimplência no país.