Política

Vereador Dudu questiona aumento da passagem de ônibus em Teresina

O vereador Edilberto Borges (PT), fez dois requerimentos na câmara para Setut e Strans
YURY PONTES
20/03/2017 07h31 - atualizado

O vereador Edilberto Borges (PT), em discussão na câmara, disse que tentará conseguir explicações sobre aumento da passagem de ônibus em Teresina. Edilberto, mais conhecido como Dudu (PT), não conseguiu aprovação da Câmara para dois requerimentos solicitando informações da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) e do Sindicato das Empresas de Transporte Urbano (Setut), e agora procura formas legais para requerer os documentos.

“Tínhamos dois requerimentos, um solicitando informações ao Setut sobre os contratos do consórcio das linhas urbanas e rurais e sobre valores que a Prefeitura deve ao Sindicato desde 2013. Além disso, queremos saber a quantidade de passageiros por mês que utilizam o transporte coletivo, assim saberemos quem faz a conta e a planilha de custos para aumentar a passagem”, disse o vereador petista.

  • Foto: DivulgaçãoEdilberto Borges, o DuduO vereador, Edilberto Borges (PT), discute sobre cobrança da passagem de ônibus.

Outro requerimento apresentado seria direcionado a STRANS, pedindo o valor da dívida que a Prefeitura tem com o Setut e como é feito o cálculo do montante de quanto se deve. “O povo precisa de esclarecimento porque o dinheiro é público. Teresina não pode subsidiar R$ 7 milhões que já foram pagos, sendo que ainda não sabemos quanto devemos e ainda vir na conta um aumento de 20% na tarifa de ônibus. Alguém está pagando a conta duas vezes”, explicou Dudu.

O vereador disse ainda que vai pedir oficialmente a STRANS e ao Setut os documentos que tratam do subsídio das passagens e, se não forem repassados, o Ministério Público será acionado. “Nós vamos utilizar esse instrumento, pois o povo precisa de esclarecimento. Agora vemos claramente que a Câmara não quer abrir a ‘caixa preta’ entre o Setut e a Prefeitura, porque se paga tanto dinheiro, mas não se discute a finalidade desses recursos? Quem votou contra os requerimento não quer uma Teresina mais transparente e vota contra o povo ”, finalizou o vereador.

Mais conteúdo sobre: