Piauí

Vereadores pedem exoneração do Controlador de Dom Expedito Lopes

Na denúncia contra o Controlador, também é citado o prefeito Valmir Barbosa de Araújo, que nomeou Joaquim Tomás para o cargo.
ISABELA DE MENESES
13/09/2017 15h33 - atualizado

Três vereadores de Dom Expedido Lopes protocolaram denúncia com pedido de exoneração do Controlador-Geral do município, Joaquim Tomás Barbosa de Sousa, no Tribunal de Contas do Estado (TCE-PI). O relator do processo, que foi protocolado no dia 12 de setembro deste ano, é o conselheiro Abelardo Pio Vilanova e Silva.

Os vereadores são Ireny Gonçalves de Carvalho Vale, Francisco de Assis Marcolino Dantas e Evanil Conrado de Moura Lopes.

Na denúncia contra o Controlador, também é citado o prefeito Valmir Barbosa de Araújo, que nomeou Joaquim Tomás para o cargo.

  • Foto: Isabela de Meneses/ViagoraTribunal de Contas do Estado do PiauíTribunal de Contas do Estado do Piauí

Os vereadores alegam que Joaquim Tomás foi nomeado para o cargo mesmo não fazendo parte do quadro efetivo da Controladoria do município, o que segundo a Constituição do Estado do Piauí não é permitido.

Por isso é alegado que a nomeação é ilegal e fere a constituição, assim pedem providências ao Tribunal de Contas, para que o atual Controlador-Geral de Dom Expedito Lopes seja exonerado do cargo pelo prefeito Valmir Barbosa.

Outro lado

O Viagora tentou entrar em contato com a prefeitura de Dom Expedio Lopes, mas as ligações não foram atendidas. O espaço permanece aberto para futuros esclarecimentos do prefeito Valmir Barbosa.