Política

Zé Filho diz que pode ser candidato ao Senado em 2018

Ainda sem partido, Zé Filho disse que não quer ir para a Câmara Federal, mas pode concorrer a uma das vagas majoritárias.
RAYANE TRAJANO
19/08/2017 08h46

  • Foto: AscomZé FilhoZé Filho

O ex- governador Zé Filho, presidente da Federação das Indústrias do Piauí (FIEPI) declarou na tarde desta sexta-feira (18), que é mesmo pré-candidato a deputado estadual nas eleições de 2018, mas considerou a possibilidade de mudança com candidatura ao senado. A entrevista foi dada à Rádio Cidade de Parnaíba.

Zé Filho disse que ainda não decidiu em qual partido vai se filiar e que tem até o mês de março de 2018 para escolher, mas que já decidiu ser pré candidato a deputado estadual. Indagado por que não se candidatar a deputado federal, Zé Filho falou que Câmara Federal não é seu objetivo, mas pode concorrer a uma das vagas majoritárias. 

“Eu não quero ter que sair do meu Piauí, nós estamos cuidando da Federação das Indústrias e como deputado estadual você fica mais perto das suas bases e lá em Brasília o negócio está muito bagunçado, o nosso país vive um momento muito incerto na política. O homem público não manda no seu destino público, a eleição é só ano que vem e o que está decidido hoje pode mudar. Hoje eu sou pré-candidato a deputado estadual, mas não significa que isso não possa mudar e eu concorrer a uma vaga de governador, vice-governador, ou até mesmo senador da República”, declarou.

Sobre a candidatura para o governo do Estado, Zé Filho, citou o presidente do Conselho Nacional do SESI, João Henrique (PMDB), como um dos nomes para liderar a oposição contra o Partido dos Trabalhadores no Piauí.

“O PT não pode mais governar o Estado, o PT acabou o Brasil, virou uma vergonha mundial e esta também acabando com o Estado. Se não fosse o empréstimo que o presidente Michel Temer liberou para o governador, o salário do servidor já estaria atrasado, e não estava pagando fornecedor, ele está vivendo de empréstimo e não faz nada pra adequar suas despesas”, disse.

Mais conteúdo sobre: