Genevaldo Silva

Genevaldo Silva

Opinião & Política - Contato (86) 99839-8180 / 99423-5410 - E-mail: genevaldosh1@gmail.com

Prefeito Júnior Carvalho gasta quase 40 mil em gabinete fantasma da vice-prefeita

08/01/2018 16h02 - atualizado

O prefeito de Demerval Lobão Júnior Carvalho nomeou três servidores comissionados para o gabinete da Vice-prefeita Dona Leia. Um cargo de recepcionista e dois de assessor técnico-administrativo. As nomeações foram publicadas no Diário dos Municípios no dia 03 de abril de 2017. Clique aqui e veja a portaria.

O estranho nessas nomeações está no fato de que não existe no município a sede do gabinete da vice-prefeita. O blog foi duas vezes na prefeitura averiguar se lá existia uma sala onde a vice-prefeita pudesse despachar.

Em dias alternados, perguntei a dois guardas municipais onde ficava a sala da vice-prefeita. Ambos foram enfáticos em afirmar que na sede da prefeitura não existia tal gabinete. Indaguei ainda se a sala ficaria em outro prédio do município, novamente eles negaram.

Na sede da prefeitura existe um papel pregado na parede informando os órgão que funcionam no prédio. Nele não consta menção ao gabinete da vice.

  • Foto: Blog Genevaldo SilvaÓrgãos que funcionam no prédio da prefeitura.Órgãos que funcionam no prédio da prefeitura.

O blog também conversou com alguns populares sobre o assunto. Todos foram unânimes em afirmar que não existe uma sede da vice-prefeitura no município. Se existe, ninguém sabe onde fica.

O prefeito Júnior Carvalho gasta mensalmente dos cofres públicos com os três comissionados, exatamente R$ 3.150,00. Ou seja, cada servidor recebe o salário de R$ 1.050,00. Aparentemente pode-se considerar pouco o gasto mensal. No entanto, se multiplicar por 12 meses a conta fica um pouco salgada. Pois durante um ano o gasto com tais servidores é de R$ 37.800,00.

  • Foto: ReproduçãoJúnior CarvalhoJúnior Carvalho

A questão que se coloca é a seguinte: por que o prefeito mantém o gabinete da vice se não existe uma sede para que a mesma possa despachar? Por que pagar uma recepcionistas e os assessores técnicos se eles não tem onde trabalhar?

Na realidade o que se pode concluir é que tais servidores comissionados estão recebendo sem trabalhar. Nesse sentido, estão onerando o cidadão demervalense que paga seus impostos anualmente.

O blog sugere ao prefeito que remaneje esses servidores para outro órgão ou os exonere. Pois é um absurdo gastar, quase R$ 40 mil, do contribuinte demervalense com cargos comissionados num gabinete fantasma.

Com a palavra o prefeito Júnior Carvalho.

Mais na Web