Coluna do Viagora

Coluna do Viagora

Contato: (86) 3232-4940 - E-mail: [email protected]

TJ-PI concede prisão domiciliar ao jornalista Arimatéia Azevedo

24/11/2021 15h00 - atualizado

Nesta quarta-feira (24), o Tribunal de Justiça do Piauí, concedeu prisão domiciliar ao jornalista Arimatéia Azevedo, proprietário do Portal Az, preso preventivamente desde o dia 07 de outubro na Penitenciária Irmão Guido.

De acordo com informações divulgadas pelo AZ, na manhã desta quarta-feira (24) foi realizada uma audiência no formato virtual e presidida pelo desembargador Joaquim Dias de Santana Filho, que é o relator do processo.

O desembargador votou favorável à prisão domiciliar do jornalista, em conjunto com o desembargador Manoel de Sousa Dourado e o juiz convocado Antônio Lopes.

  • Foto: DivulgaçãoJornalista Arimateia AzevedoJornalista Arimateia Azevedo

Conforme informações do Portal Az, o advogado Paulo Germano, que representa o jornalista no caso, explicou que a prisão domiciliar foi concedida devido à comorbidades que o jornalista apresenta, por conta do seu histórico médico. O jornalista terá monitoramento eletrônico.

Ainda segundo o AZ, a audiência realizada, foi determinado ao jornalista que ele não poderá mais exercer a profissão e a defesa de Arimatéia recorrerá a ação, por que a profissão é a fonte de renda do acusado, o meio em que sobrevive o jornalista.

Sobre o caso

jornalista Arimateia Azevedo foi preso pela Polícia Civil do Piauí, na zona Sudeste de Teresina no dia 7 de outubro.

Em junho do ano passado, Arimateia foi alvo de uma operação realizada pelo Grupo de Repressão ao Crime Organizado(Greco), acusado da prática de extorsão contra um médico da capital. 

O inquérito apura uma suposta tentativa de extorsão contra um empresário do ramo de medicamentos.

Mais na Web