Genevaldo Silva

Genevaldo Silva

Opinião & Política - Contato (86) 99839-8180 / 99423-5410 - E-mail: genevaldosh1@gmail.com

Vice-prefeito envia nova denúncia ao TCE contra Nenen de Edite

20/05/2019 10h05 - atualizado

O Tribunal de Contas do Estado do Piauí (TCE-PI) recebeu uma representação contra o prefeito de Jaicós Ogilvan da Silva Oliveira, popularmente conhecido como Nenen de Edite. A denúncia partiu do vice-prefeito Francisco de Lima Rodrigues que foi encaminhada no dia 08 de maio e depois protocolada no dia 10 de maio.

O prefeito Nenen de Edite é acusado pelo vice-prefeito de ter cometido irregularidades na contratação de aluguel de veículos utilizando recursos do Fundo Municipal de Educação mediante dispensa e inexigibilidade de licitação.

  • Foto: Danilo BezerraPrefeito Nenen de EditePrefeito Nenen de Edite

De acordo com o vice, o prefeito contratou a empresa Fabio Magalhães Veículos Eirelli EPP para fornecer três veículos ao custo mensal de R$ 13.675,00 referente ao ano de 2018. Os veículos locados foram: um veículo modelo Hatch com despesa mensal no valor de R$ 3.500,00; um veículo modelo picape no valor de R$ 4.725,00; e um veículo modelo Van com gasto mensal de R$ 5.450,00.

Francisco de Lima destaca ainda que a empresa contratada é do grupo empresarial Dantas Magalhães Locadora de Veículos Eirelli EPP que presta serviços de transporte escolar para o município. As duas empresas funcionam no mesmo endereço, conforme comprovante de inscrição cadastral da Receita.

O vice declara ainda que os veículos não são usados nem pela secretaria municipal de Educação e nem pelo Fundo Municipal de Educação. O veículo Hatch é de uso desconhecido, a Van também não se sabe de sua utilização e a picape é utilizada pelo prefeito Nenen de Edite nos seus deslocamentos dentro do município e em viagens, oficiais e pessoais, para Teresina e outras regiões do estado.

O vice-prefeito solicita ao TCE a instauração de procedimento de investigação para constatação de possíveis irregularidades e a responsabilização do gestor por atos de improbidade administrativa.

Outro lado

O prefeito não foi localizado para comentar sobre a nova denúncia do vice. O espaço está aberto para esclarecimentos.

Mais na Web