Viagora

Pesquisa revela que Índice Geral de Preços sobe 0,62% em junho

O percentual mostrado fica abaixo do apurado no mês de maio (0,69%), e acumula alta de 7,84% em 2022 e 11,12% em 12 meses.

Nesse mês de junho, o Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI) subiu 0,62%. O indicador da inflação ao produto foi divulgado nesta quinta-feira (07), na cidade do Rio de Janeiro, pelo Instituto Brasileiro de Economia, da Fundação Getúlio Vargas (FGV Ibre).

O percentual mostrado fica abaixo do apurado no mês de maio (0,69%), e acumula alta de 7,84% em 2022 e 11,12% em 12 meses. No mês de junho do ano de 2021, o IGP-DI havia subido 0,11% com alta acumulada de 34,53% em 12 meses.

Foto: Luis Marcos/ ViagoraCeasa
Ceasa

Segundo André Braz, coordenador dos Índices de Preços do Ibre, a desaceleração foi impactada pela baixa nas commodities. “O recuo dos preços de grandes commodities abre espaço para a desaceleração da inflação ao produtor. O risco de recessão em grandes economias contribui para o recuo dos preços do milho (de -0,10% para -3,30%), do minério de ferro (de -4,61% para -1,63%) e da soja (de 2,76% para -0,81%)” disse.

Componentes

Dentre os componentes do IGP-DI, o Índice de Preços ao Produto Amplo (IPA) variou 0,44% em junho, após uma alta de 0,55% em maio. Após estágios de processamento, a taxa do grupo Bens Finais passou de 0,03% no mês de maio para 0,72% em junho, influenciadas pelos alimentos não naturais, que a taxa passou de -5,79% para -0,70%. O índice de Bens Finais, que exclui alimentos não naturais e combustíveis para consumo, subiu 0,82% em junho, após alta de 0,75% m maio.

Já a A taxa dos Bens Intermediários passou de 1,46% para 1,33%, pressionada pelo subgrupo suprimentos, que a taxa foi de 2,70% em maio para -2,18% em junho. O índice de Bens Intermediários, que não conta a variação dos combustíveis e lubrificantes para a produção, caiu 0,09% em junho, depois de subir 0,48%.

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) variou 0,67% em junho, contra 0,50% em maio. Dentre as oito classes de despesa do índice, apenas três tiveram alta na passagem do mês, Habitação passou de -1,37% para 0,43%, alimentação foi de 0,45% para 1,30% e vestuário variou de 1,21% para 1,26%.

Com informações da Agência Brasil.

Mais conteúdo sobre:

Dinheiro

Índice Geral de Preços

Facebook
Indicado para você
Veja também