Viagora

Anfavea registra queda de 4,8% na venda de veículos em junho

Retratação na produção de veículos em junho, com queda de 1,1% com relação a maio.

Nesta sexta-feira (08), a Associação Nacional de Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), em São Paulo, divulgou que em junho deste ano, 178,1 veículos foram vendidos, entre eles estão: carros, comerciais leves, caminhões e ônibus. As vendas representam uma queda de 4,8% em comparação a maio, comparando com junho de 2021, a retratação de 2,4%.

De acordo com a Anfavea, foram registradas alta de 2,7% das exportações de automóveis em junho, com relação ao mês anterior, com a venda de 47,3 mil veículos para fora do Brasil. A alta de junho do ano passado foi de 41,2%, quando foram exportadas 33,5 mil unidades. Neste ano, no primeiro semestre, as vendas tiveram um acumulado de 235, totalizando a exportação de 246,3 mil veículos.

Conforme o balanço feito pela a Associação, foram fabricadas 203,6 mil unidades em junho, a produção em junho de 2021 ficou em 167,5 mil veículos. No primeiro semestre, a queda na produção foi de 5% em comparação com o mesmo período do ano passado.

O presidente Márcio de Lima Leite, explica que a crise dos semicondutores está se prolongando por conta da guerra, lockdowns e dos novos casos do novo coronavírus.

“A crise global dos semicondutores vem se prolongando mais do que esperávamos em janeiro, em função de novos fatores com a guerra na Ucrânia e os lockdowns na China causados pela nova onda de covid-19, que afetam o fornecimento de insumos e a logística global”, explicou.

Segundo o presidente, a alta do nível de emprego na indústria automobilística foi de 0,7% no mês de junho, na comparação com maio. Foram 2.700 novas vagas, considerando com as vagas de máquinas autopropulsadas que representam cerca de 27 mil empregos diretos e indiretos para a cadeia automotiva.

“Em meio a tantas paralisações por falta de componentes, essas contratações revelam a resiliência das empresas do setor e uma aposta na recuperação do mercado”, disse Márcio de Lima Leite.

Previsão

As projeções foram revisadas para o fechamento em 2022. A Anfavea informou que considerou as restrições de produção e a elevação da inflação e dos juros no Brasil, assim com as restrições ao acesso de crédito.

A nova expectativa para a produção, é fechar o ano com 2.340 mil unidades, alta de 4,1% sobre 2021. A meta para as vendas internas, é chegar a 2.140 mil autoveículos licenciados, crescimento de 1%. Para a exportação, a expectativa é de 460 mil unidades embarcadas até o fim de 2022, alta de 22,2% na comparação com 2021.

Com informações Agência Brasil

Facebook
Indicado para você
Veja também