Geral

A pedido, Maurício Valeixo é exonerado da diretoria-geral da PF

Na manhã desta sexta-feira (24), o diretor-geral da Polícia Federal, Maurício Leite Valeixo, foi exonerado em um decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro e pelo ministro Sérgio Moro.
24/04/2020 10h40 - atualizado

Na manhã desta sexta-feira, 24 de abril, o diretor-geral da Polícia Federal (PF), Maurício Leite Valeixo, foi exonerado em um decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro e pelo ministro da Justiça, Sérgio Moro. Segundo o documento publicado no Diário Oficial da União (DOU), a saída do gestor da PF ocorreu “a pedido”.

A demissão de Valeixo foi anunciada nessa quinta-feira (23), quando alguns veículos de imprensa noticiaram que a saída dele ensejaria em um pedido de demissão do ministro Moro. Entretanto, a assessoria de imprensa de Moro negou tal informação e disse que ele continuaria no governo.

  • Foto: José Cruz/Agência BrasilMaurício Leite Valeixo foi exonerado da diretoria-geral da Polícia Federal.Maurício Leite Valeixo foi exonerado da diretoria-geral da Polícia Federal.

O jornal O Estado de S. Paulo divulgou que a saída de Valeixo do cargo seria a pedido do próprio diretor-geral da PF, que disse a Moro estar cansado. Ainda segundo o veículo, o nome do substituto, após Valeixo deixar o cargo, seria escolhido em conjunto por Moro e Bolsonaro.

Mais na Web