Piauí

Abaixo-assinado contra Equatorial já possui 6 mil assinaturas

Segundo o vereador Deolindo Moura, o abaixo-assinado será protocolado até o mês de abril, assim como a empresa será convocada em audiência pública para discutir com a população.
10/03/2020 13h40 - atualizado

No último dia 28 de fevereiro, o vereador Deolindo Moura (PT) criou um abaixo-assinado para solicitar à Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) a suspensão do contrato de concessão para as atividades da empresa Equatorial Piauí, responsável pela distribuição e fornecimento de energia elétrica no estado.

Segundo o vereador, o abaixo-assinado foi criado após uma série de reclamações da população teresinense sobre frequentes e longas quedas de energia, além das tarifas exorbitantes cobradas pela distribuidora.

  • Foto: Luis Marcos/ ViagoraVereador Deolindo Moura (PT)Vereador Deolindo Moura (PT)

Em entrevista ao Viagora, Deolindo afirmou que o abaixo-assinado já conta com cerca de 6 mil assinaturas e que foi formada na Câmara Municipal uma comissão parlamentar para discutir o assunto.

“Estamos com ele [o abaixo-assinado] em pleno vigor. Já estamos com quase 6 mil assinaturas. Deu uma diminuída agora nesses últimos dias, mas nós aqui compusemos uma comissão parlamentar para discutir sobre esse tema, como também eu estive conversando com o vice-presidente da Equatorial e ele disse para a gente convocar uma audiência pública”, comentou.

O petista relatou ainda que a empresa tem demonstrado interesse em dialogar com a população e que em breve será convocada uma audiência na Casa para que a distribuidora possa prestar esclarecimentos.

“A empresa já nos procurou e eles estão querendo discutir com a população, antes tarde do que nunca. Estarei protocolando uma solicitação de audiência pública mais para o final do mês, vamos estar conversando com a população, bem como convidando o Ministério Público Federal, convidando alguém da Aneel e vamos estar até o final desse mês, no máximo na primeira quinzena do mês de abril, entregando esse abaixo-assinado. O fato é que não estamos parados, vamos continuar fazendo essa luta, esse enfrentamento, para solucionar a situação que vêm enfrentando as nossas famílias”, finalizou.

Como assinar

Para assinar o abaixo-assinado, o vereador informou que os interessados devem acessar o link e preencher o formulário. Após preenchidos os campos com nome, telefone e RG, as pessoas devem clicar no botão ‘enviar’ para validar as informações e anexá-las ao abaixo-assinado.

Mais conteúdo sobre:

Mais na Web