Piauí

Acusado de matar advogado em Barras é condenado a 18 anos de prisão

Francisco de Sousa Rosa foi condenado pelo homicídio qualificado contra Kelson Dias e pela tentativa de homicídio contra um comerciante em 2016.
09/06/2021 16h47 - atualizado

Nessa terça-feira (08), o Tribunal Popular do Júri de Barras decidiu pela condenação de Francisco de Sousa Rosa a 18 anos de prisão pela morte de advogado Kelson Dias Feitosa em junho do ano de 2016.

Durante sessão, presidida pelo juiz João Manoel de Moura Ayres, o Conselho de Sentença considerou Francisco de Sousa Rosa culpado pelo homicídio qualificado do advogado, morto dentro do escritório na cidade de Barras.

  • Foto: DivulgaçãoAdvogado Kelson Dias FeitosaAdvogado Kelson Dias Feitosa

Além da morte do advogado Kelson Dias Feitosa, Francisco de Sousa é acusado de tentativa de homicídio também em junho de 2016. O magistrado considerou os fatos reconhecidos pelo Conselho de Sentença nos dois crimes e também as circunstancias atenuantes da confissão do réu.

Entenda o caso

Em 13 de junho de 2016 o advogado Kelson Dias Feitosa foi morto a tiros dentro do escritório de advocacia, na cidade de Barras. Em seguida, o homem foi até o comércio de Sebastião da Silva e tentou efetuar disparos contra a vítima.

Mais na Web