Política

Aluísio Sampaio pede que leitos da rede particular sirvam de reforço

O vereador de Teresina alerta aos cidadãos que respeitem as medidas sanitárias para que a crise de saúde seja amenizada.
22/03/2021 16h14 - atualizado

O vereador Aluísio Sampaio (Progressistas) propôs à Secretaria de Estado de Saúde do Piauí (Sesapi) e Fundação Municipal de Saúde de Teresina (FMS), a contratação de serviços e reforço de leitos de UTI´s da rede particular para servir de retaguarda em cenário mais crítico da pandemia.

De acordo com o parlamentar, atualmente, Teresina tem enfrentado um cenário difícil no que diz respeito ao aumento do número de casos de pessoas contaminadas com o Novo Coronavírus e número de óbitos, devido complicações da doença.

  • Foto: DivulgaçãoVereador Aluísio Sampaio.Vereador Aluísio Sampaio.

“Queria questionar se não seria o caso agora de as autoridades públicas, como a Secretaria de Estado de Saúde do Piauí (SESAPI) e Fundação Municipal de Saúde de Teresina (FMS), de começarem a prospectar hospitais particulares para preparar ainda mais essa estrutura, fazer uma contratação de serviços, já que Teresina é conhecida como um polo de saúde muito importante na região do Nordeste do Brasil. Devido à possibilidade de não haver tempo para construção de hospitais de campanha, que seja buscado leitos de UTI´s da rede particular para servir de retaguarda, em um cenário mais crítico do serviço de saúde na nossa cidade”, ressaltou.

O parlamentar alerta aos cidadãos que respeitem as medidas sanitárias para que a crise de saúde seja amenizada.

“Estamos em um momento muito preocupante, a economia também está muito fragilizada e as empresas não têm condições de fecharem as portas. Diante isso, precisamos ter o avanço dessas vacinas e também nos educar com respeito às medidas de distanciamento social, em respeito às determinações sanitárias como uso de máscara e utilização de álcool em gel. Devemos evitar aglomerações, principalmente as aglomerações festivas para que assim possamos superar esses piores momentos da pandemia”, finalizou.

Mais na Web