Saúde

Anvisa autoriza experimento com sangue de curados do coronavírus

Segundo a Anvisa, utilizar o sangue de pacientes já curados em pacientes que estão em estado grave pode ser uma eficaz opção no tratamento da Covid-19.
06/04/2020 09h00 - atualizado

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), autorizou um experimento que utiliza sangue de pacientes curados do novo coronavírus para tratar pessoas que tenham sido infectadas pela doença e estejam em estado grave.

Segundo a Anvisa, essa pode ser uma eficaz opção para tratamento da Covid-19, já que os anticorpos (imunoglobinas) presentes no sangue são proteínas que poderiam ajudar a combater a infecção fornecendo imunidade imediata a pessoas afetadas. O plasma convalescente é a parte líquida do sangue coletada de pacientes, é nela que se encontram as imunoglobinas.

O procedimento já foi posto em prática e obteve sucesso para o tratamento da Síndrome Respiratória Aguda Grave e durante as epidemias de ebola e H1N1, adotado pela Itália.

A nota técnica emitida pela Anvisa ressalta que a eficácia do método deverá ser aprovada pelo Conselho Federal de Medicina e pelo Ministério da Saúde, mas que já pode ser utilizado com caráter experimental respeitando as normas para a realização de pesquisa em seres humanos no país.

Coronavírus no Brasil

O último boletim divulgado pelo Ministério da Saúde nesse domingo (05), mostra que o Brasil tem agora 11.130 casos confirmados da doença e 486 mortes causadas pelo novo coronavírus.

No sábado (04), foram 1.222 novos casos, já no domingo o número de casos apresentou uma baixa caindo para 852, mas a oscilação pode ser um reflexo do ritmo de testagem que ainda não é estável, segundo o Ministério da Saúde.

Mais conteúdo sobre:

Mais na Web