Geral

Após mutirão, HUT reduz fila de espera de cirurgia de 100 para 35

O Hospital de Urgência de Teresina reduziu a média diária superior a 100 pacientes aguardando cirurgia ortopédica para 35.
    06/10/2012 10h59

    O Hospital de Urgência de Teresina reduziu a média diária superior a 100 pacientes aguardando cirurgia ortopédica para 35. A redução foi constatada na última semana.

    Realizado quinzenalmente com o objetivo de desafogar o atendimento no HUT, os mutirões de cirurgias ortopédicas estão conseguindo minimizar o tempo de espera desses pacientes vítimas, principalmente, de acidente de transito.

    Esses mutirões são realizados em parceria com o Hospital da Policia Militar para onde são encaminhados pacientes para realização de cirurgias de baixa complexidade e o Hospital Getúlio Vargas para cirurgias de alta complexidade.

    Todas as equipes de médicos cirurgiões e anestesiologistas são cedidas pela Fundação Municipal de Saúde. “Essa é uma parceria que tem ajudado muito o HUT. Como uma das nossas maiores demanda são pacientes ortopédicos, além das cirurgias realizadas no HUT, estamos encaminhando para o HPM semanalmente uma média de 25 pacientes. Isso sem contar com os mutirões”, explica o diretor geral do HUT, Ludnardo Pinto.

    O HUT realiza por mês uma média de seis mil atendimentos, mil cirurgias e quase duas mil internações. 50% das internações são das cidades do interior do Piauí. Dentre as cirurgias realizadas as que mais se destacam são as ortopédicas com uma média de 445/mês e a geral com 180/mês.

    “A maior prova da importância do HUT como suporte para a saúde do estado é que dos 35 pacientes que aguardam cirurgia ortopédica nenhum é de Teresina”, finaliza o gestor.

    Mais na Web