Piauí

Arquidiocese de Teresina lança campanha da fraternidade 2021

O padre Tony Batista destacou que a campanha da Fraternidade é a mais bem-sucedida. O tema deste ano é "Fraternidade e diálogo: compromisso de amor".
  • LAÍS VITÓRIA
18/02/2021 11h28 - atualizado

Na manhã desta quinta-feira (18), a Arquidiocese de Teresina lançou a Campanha da Fraternidade Ecumênica 2021, no auditório Paulo VI, no Centro Pastoral Paulo VI.

A campanha trouxe como tema "Fraternidade e diálogo: compromisso de amor", realizada em média a cada cinco anos, no período de Quaresma pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). Promovida de forma ecumênica, em parceria com várias igrejas cristãs, buscando a valorização das riquezas entre as igrejas.

  • Foto: Luís Marcos/ ViagoraLançamento da campanha da fraternidade 2021Lançamento da campanha da fraternidade 2021

O padre Tony Batista destacou que a campanha da Fraternidade é a mais bem-sucedida que a sociedade conhece e destaca que o intuito da ação é proporcionar a reflexão da população sobre a importância do diálogo.

“Nós estamos vivendo momentos de polarização, toda hora aparece construtores de muros, de divisões e nós somos pessoas que seguimos Jesus Cristo. E ele quer a unidade, então é muito importante que a imprensa, que todas as pessoas de boa vontade divulguem a campanha. Provoquemos o diálogo, vamos nos tornar cada dia mais construtores de pontes”, ressaltou.

A vice-governadora do Piauí, Regina Sousa (PT), esteve presente na solenidade e reforçou que o mundo tem enfrentado a violência diariamente, especialmente as mulheres, e que para mudar essa realidade é preciso ensinar as crianças, desde pequenos, a importância do respeito ao outro.

  • Foto: Luís Marcos/ ViagoraVice governadora, Regina SousaVice-governadora, Regina Sousa

“O mundo está precisando do diálogo, dos poderes e das pessoas, porque temos muitas mazelas na sociedade e precisamos trabalhar juntos. A gente tem um desafio que é a violência contra mulher, que está dizimando as mulheres. Para diminuir essas situações precisamos ensinar as crianças a não violência, para que quando crescem não queiram violentar outras pessoas”, ressaltou.

De acordo com um dos coordenadores da campanha, padre Leonildo Campelo, um dos maiores desafios é tirar o ódio do coração da humanidade, e que esse é o principal objetivo da campanha da Fraternidade.

“A campanha da fraternidade é um instrumento de chamada de atenção, um instrumento de evangelização e conscientização de uma sociedade que ainda não está restaurada pelo poder de Deus. Então nesse sentido a Igreja católica nos chama a atenção para viver realmente a unidade, respeitando a diversidade”, afirmou.

  • Foto: Luís Marcos/ ViagoraPadre Leonídio CampeloPadre Leonildo Campelo

A deputada Estadual Teresa Britto (PV), que também acompanhou a solenidade, ressaltou a importância de respeitar as diferenças. “Este é o momento que estamos precisando do diálogo, da escuta, para que as relações não sejam unilaterais. Eneteder que nós precisamos dialogar mais, precisamos respeitar as diferenças, respeitar as posições do outro, a sociedade como um todo precisa dialogar mais e respeitar o pensamento de cada um", destacou.

  • Foto: Luís Marcos/ ViagoraLançamento da campanha da fraternidade 2021Lançamento da campanha da fraternidade 2021

Mais na Web